Nenê Cresceu Seu Brechô Infantil On-Line

Bem vindo!

×

Cadastre-se

Informações iniciais

Dados de acesso

ou login

Primeiro nome é necessário!
Sobrenome é necessário!
Primeiro nome não é válido!
Último nome não é válido!
Este não é um endereço de e-mail!
Endereço de e-mail é necessário!
Este e-mail já está registado!
Senha requerida!
Digite uma senha válida!
Digite 6 ou mais caracteres!
Digite 16 ou menos caracteres!
As senhas não são iguais!
Termos e Condições são obrigatórios!
E-mail ou senha está errada!

Fisioterapia Obstétrica

O que é isso afinal?

É uma área nova da fisioterapia que ainda têm muito a ser explorada. Envolve cuidados da mulher em sua fase mais linda, a gestação. Abrange a saúde física e emocional da gestante.

De início o trabalho previne dores, fraquezas e possíveis desconfortos que as alterações físicas naturais que acontecem devido aumento da barriga, podem acarretar.

A atuação na parte respiratória da gestante é fundamental, já que a grande maioria relata “falta de ar” em algum momento da gravidez. Durante o trabalho de parto é imprescindível que a mulher saiba aplicar as respirações para auxiliar a expulsão do bebê.

Ainda falando em parto, a preparação muscular também é realizada pelos fisios obstetras, que ensinam a mulher a contrair e relaxar seu períneo (assoalho pélvico) para participar ativamente do parto. O assoalho pélvico é uma “rede muscular” responsável por sustentar o peso bebê dentro do útero, além de manter a continência fecal e urinária. Uma musculatura que deve ser trabalhada sempre, independente da gravidez, mas principalmente durante ela. O assoalho pélvico precisa estar forte e flexível para evitar possíveis lacerações durante a passagem do bebê pelo canal vaginal, um dos motivos pelo qual o trabalho preventivo e de conscientização é tão importante. A gestante que realiza a preparação corporal durante a gestação tem menor chance de complicações no parto, de desenvolver depressão no pós-parto além de reduzir o índice de incontinência urinária.

A fisioterapia obstétrica envolve cuidados da mulher como um todo. Os braços e região superior do tronco da gestante, são exercitados a fim de prepará-los para os cuidados com o bebê e amamentação. Quadril, pernas e pés são exercitados para minimizar possíveis retenções de líquido e câimbras.

Exercícios posturais, alongamentos, cinesioterapia, pilates, treinamento funcional todos bem vindos nesta jornada. Manter a gestante ativa ajuda a melhorar a autoestima, diminui ganho de peso excessivo, alivia tensão e estresse e aumenta a energia especialmente no terceiro trimestre.

Durante todo o processo também são realizadas orientações quanto ao parto, sinais de trabalho de parto, fisiologia do parto, intervenções, métodos de analgesia e papel do acompanhante.

No pós-parto o acompanhamento é realizado ajudando a mulher no retorno às atividades, cuidados com o bebê, fechamento da diástase (separação que ocorre dos músculos abdominais), reeducação da musculatura pélvica, reorganização postural, e ainda minimizando possíveis dores ou desconfortos. As atividades físicas geralmente são liberadas após 30 a 45 dias dependendo se o parto foi vaginal ou cirurgia cesárea.

Em alguns locais do mundo na Europa, por exemplo, a gestante já tem em seu cartão pré-natal pelo menos 10 sessões de fisioterapia inclusas. Aqui no Brasil a fisioterapia obstétrica começou a ganhar espaço recentemente auxiliando muitas mães e famílias.

A fisioterapia ainda tem muito a mostrar e fazer. Ainda são poucos obstetras que encaminham gestantes para a fisio obstétrica, muitas vezes até pela falta de conhecimento da especialidade mesmo. Mas aos pouquinhos vem ganhando força e se tornando mais conhecida pelas pessoas, devido os inúmeros benefícios que oferece.

Fan page: www.facebook.com/motherfitbrasil

Fan Page: www.facebook.com/mommysday

Instagram @motherfit

contato@motherfit.com.br

Fisio-nene-cresceu

Deixe seu comentário
Carrinho

Nenhum produto no carrinho.