Nenê Cresceu Seu Brechô Infantil On-Line

Bem vindo!

×

Cadastre-se

Informações iniciais

Dados de acesso

ou login

Primeiro nome é necessário!
Sobrenome é necessário!
Primeiro nome não é válido!
Último nome não é válido!
Este não é um endereço de e-mail!
Endereço de e-mail é necessário!
Este e-mail já está registado!
Senha requerida!
Digite uma senha válida!
Digite 6 ou mais caracteres!
Digite 16 ou menos caracteres!
As senhas não são iguais!
Termos e Condições são obrigatórios!
E-mail ou senha está errada!

Testemunho de uma mãe de segunda viagem: MEU PEQUENO GRANDE MILAGRE!!!

Meu primeiro filho estava com 3 aninhos quando sentei com meu namorido para decidirmos se tentaríamos uma menina, pois sempre achei 4 anos uma idade boa pra ter outro porém, ele sempre com a cabeça no futuro me convenceu a esperarmos mais pois fomos pais cedo (eu 16 anos e ele 17 anos) e ainda não tinhamos faculdade!

Pois bem, então decidi fazer a minha faculdade. No segundo mês de aula comecei a me sentir muito mal, achei que fosse por conta de um remédio que o médico me passou para emagrecer (primeiro momento que Deus nos cuidou pois isso seria perigosíssimo para o bebê). Resolvi parar de tomar o remédio pois o mal estar era muito ruim. Com 4 dias de interrupção do remédio o mal estar não passava e as pessoas a meu redor começavam a desconfiar de gravidez mas, eu achava muito pouco provável já que eu me cuidava direitinho. Depois de muitos comentários resolvi fazer o teste para "calar" a boca do povo e quem foi calada fui eu kkk e, assim que mergulhei o teste no xixi subiu um segundo pauzinho quase 3D kkkk.
 Entrei em desespero fiz outro teste e a mesma coisa o pauzinho estava azul de tão vermelho kkk. Contei pra meu namorido que estava do lado de fora do banheiro eufórico... ele reagiu bem para minha surpresa (já que do meu primogênito surtamos por sermos dois "bebês"). Ele disse que se tinhamos criado um, criávamos dois mas, eu não queria aceitar... MEU DEUS!!! de novo eu tinha pulado uma etapa, começo de faculdade e mais uma vez não foi planejado. Morávamos de aluguel e eu estava conseguindo novamente minha liberdade pois, meu filho já dormia na casa de meus pais. Eu não queria aceitar!!! Cheguei a pensar que não ia contar pra ninguém pois, o bebê ainda podia morrer (hoje choro de lembrar tal pensamento, que pecado logo eu que abomino aborto, pensar que Deus tiraria algo que ele próprio me deu) o tempo foi passando e eu não tinha contado nem a minha mãe, até que chegou dia primeiro de abril e numa brincadeira acabei contando para as pessoas. Todos reagiram diferente do que pensei, ficaram felizes (será que só eu via que estava tudo errado?). Passou alguns dias e eu passava muito mal (aliás foi a gravidez toda os enjoos, não engordei e emagreci 9 quilos).
Então no dia 19/04/15 (nunca vou me esquecer essa data terrível ) como de costume fui cantar na igreja as 7h e no último canto da missa senti algo quente me descer as pernas e pela primeira vez o sentimento de mãe me brotou. Corri para o banheiro e para meu desespero o que eu pensei se confirmou...ERA SANGUE!!! Todo aquele desgosto da gravidez passou e em seu lugar veio um sentimento de culpa e medo incontrolável.  NÃO EU NÃO QUERIA MAIS PERDER MEU BEBÊ.
milagre1-nene-cresceu
Fui até meus pais e disse o que estava acontecendo. Minha mãe me pediu calma e disse que poderia ser um pequeno escape já que era uma quantidade pequena de sangue. Fomos até em casa pegar meus documentos e no percurso o sangramento aumentou bastante. Fomos correndo ao hospital e ao chegar lá não tinha GO de plantão. Passamos o dia internada esperando a ambulância para transferência. Cada vez que eu ia ao banheiro vinha uma enfermeira junto coletar os "bolos" de sangue para ver se o feto havia saído (sim, eram coágulos enormes que chegava a doer pra sair, nunca vi tanto sangue nem nos meus partos).
NAAAAAAAO eu não podia estar perdendo vc. Rezei tanto chorei tanto fizemos correntes de oração e eu não acreditava que você iria embora. Eu não queria isso. Não mais. Pedi perdão para Deus pelos pensamentos horríveis que tive até então, QUE AGONIA. Todos me tratavam como aborto. Quase desmaiei diversas vezes pela perda de sangue. Fiquei sem cor e ninguém podia fazer nada pois segundo eles em procedimento de aborto tem que deixar "limpar o útero". Quando anoiteceu finalmente a ambulância chegou. Fomos transferidas mas, ao chegar no outro hospital o sangramento cessou. O médico me examinou e disse que o colo do útero estava fechado e que tinha duas possibilidades a mais provável era que eu havia abortado tudo ou a quase impossível era que o útero havia se fechado para proteger o bebê (o que o médico não acreditava pela quantidade de sangue que perdi). Como já era tarde teriamos que voltar no outro dia para fazer uma ultra e ver se teriam que fazer curetagem...(Naaaaaaao meu coração sangrou ao ouvir isso...te deram por morta )milagre6-nene-cresceu
Voltamos no outro dia de manhãzinha para fazer o exame (acho que nem preciso dizer que não dormi nada né), passamos pela sala da médica para pegar a guia do exame e ela me disse. Fica tranquila que o procedimento é indolor (todos acreditavam em aborto mas, eu NÃO).
Ao iniciar o exame o médico me perguntou o porque da ultra e quando expliquei ele arregalou os olhos. Eu e meu namorido de mãos dadas olhando atentamente a tela sem conseguir ver nada. O médico nos olhou e se virou para maquina e apertou um botão...o silêncio horroso foi interrompido por um barulhinho divino. ERA SEU CORAÇÃO !! ! VENCEEEEEMOS PRINCESA
O médico começou a avaliar tudo e eu chorando ao ouvir tudo aquilo. Mãezinha esta tudo perfeito, líquido na quantidade normal e placenta não descolou. Colo do útero fechado é como se o sangramento nunca tivesse acontecido!
Descemos radiantes para a sala da médica e a mesma ao abrir o exame fez cara de espanto e falou, não sei o que dizer.
Olhei para ela e disse...Eu sei doutora...Isso se chama Deus! Tinha tanta gente rezando por meu bebê e por mim...É UM MILAGRE!!!  Ela sorriu me entregou o exame e disse boa sorte!!!

milagre7-nene-cresceu

milagre-nene-cresceu
 milagre2-nene-cresceu
Então eu entendi princesa.
Entendi o que Deus quis me mostrar.
Se ele te enviou era o momento certo.
Eu não tinha que duvidar de nada.
Desde então sempre agradeço por sua vida.
A gravidez foi complicada, tive dengue, várias vezes fui parar no hospital por perda de peso e muitos enjoos.
O parto foi uma emergência mas, VENCEMOS TUDO!!!

Esse é o meu testemunho...Deus sempre é perfeito...Nós é que fraquejamos na fé! Hoje sou a mãe do casal que sempre sonhei. Continuo minha faculdade firme e forte e só tenho o que agradecer.

APRESENTO A VOCÊS MEU PEQUENO GRANDE MILAGRE -  MARIANY HOJE COM 9 MESES
milagre3-nene-cresceu

5 ideias sobre “Testemunho de uma mãe de segunda viagem: MEU PEQUENO GRANDE MILAGRE!!!”

Deixe seu comentário
Carrinho

Nenhum produto no carrinho.